Tag: Paris

24 de novembro 0

Volta ao mundo de trem será inaugurada em 2017

Foi apresentado no Museu do Imigrante, em São Paulo, o novo Trains & Tours, que oferece uma volta ao mundo de 26 dias, passando por três continentes e 15 cidades em cinco trens diferentes. A volta ao mundo de trem foi elaborada pela empresa Lufthansa City Center, com o objetivo de realizar uma viagem épica sobre trilhos pela Europa, Ásia e América do Norte. A viagem percorrerá 16 mil quilômetros de Paris a Toronto durante 26 dias.

Com início no dia 29 de agosto de 2017, em Paris, a viagem irá começar com o pé direito, com um jantar especial no alto da Torre Montparnasse. Além de a viagem ser acompanhada por um guia brasileiro, a cada passeio visitado outro guia local estará esperando no desembarque dos passageiros, pronto para recebê-los com atenção.

Os trens que farão parte deste roteiro são: Expresso Paris-Moscou, Transiberiano, Trans Mongolian, Rocky Mountaineer e The Canadian. Além disso, haverá um trecho aéreo com a Air Canada. Os serviços inclusos são 12 noites de acomodação a bordo dos trens, 13 noites de hospedagem nos hotéis conforme o itinerário, 68 refeições, jantar de boas-vindas em Paris, guia brasileiro durante todo o roteiro, uma linda paisagem às margens do Lago Baikal com churrasco russo, concerto clássico em Irkutsk, dia inteiro no Parque Nacional de Terelj, visita à Cidade Proibida e à Grande Muralha da China, tradicional jantar em Pequim e passeios.

Os passeios oferecidos em cada parada são todos lindos e completos, com paisagens bucólicas e históricas. Para o CEO da Lufthansa City Center, Pablo Bernhard, que se preparou durante dois anos para oferecer uma experiência jamais vivida antes, serão proporcionados momentos inesquecíveis aos cenários de montanhas rochosas, cultura chinesa, natureza pela Mongólia, cidades históricas e muito mais.

Além de ser o idealizador deste projeto, Pablo também possui mais de 30 anos de experiência nos trilhos do turismo, um explorador de todos os continentes em rotas ferroviárias. Esse foi um dos motivos pelos quais o roteiro se tornou possível, devido ao conhecimento e engenharia de Pablo no mundo afora.

O valor por acomodação dupla está a partir de € 24.900,00 por pessoa e acomodação individual a partir de € 35.500,00.

 

 

 

Fonte: qualviagem.com.br

Deixe seu Depoimento
04 de novembro 0

Saiba como é a viagem entre Paris e Veneza a bordo do lendário Orient-Express

A princípio soa como mais uma viagem de trem. Vagões que balançam em ritmo hipnotizante, paisagem que quase não se deixa ver, do lado de fora, e som melódico e constante sobre os trilhos.

Mas quem embarca em um trem Orient-Express, cenário do clássico da literatura “Assassinato no Expresso do Oriente”, escrito por Agatha Christie, uma viagem ferroviária deixa de ser apenas um deslocamento entre destinos e assume status de experiência histórica.

 

Com trens luxuosos de estilo vintage, o Venice Simplon-Orient-Express sai da capital da França e, quase 24 horas mais tarde, chega a Veneza, cuja muvuca da estação ferroviária dessa cidade italiana faz a gente querer voltar para Paris no mesmo trem.

O embarque é precedido de pequenas porções e vinhos, servidos em um lounge em um bar escondido da estação de Paris, onde os passageiros (metidos em traje formal, uma condição para viajar no Orient-Express) são convidados para o embarque.

 

A bordo, os tradicionais mordomos de uniforme azul dão breves explicações sobre o funcionamento de alguns segredos do interior das cabines privativas, como as portas do armário que escondem um pequeno lavabo e os horários do jantar no Etoile du Nord, restaurante em estilo art deco que, assim como as cabines dormitório, foi construído na década de 20.

Vê-se pouco do visual lá fora, já que o trem deixa a estação depois das dez da noite, mas a manhã seguinte começa revelando o cenário alpino, enquanto o café da manhã é servido na cabine.

 

A travessia de mais de 800 km, que passa pelos interiores da França, Suíça, Áustria e Itália, cruza montanhas de picos nevados e vilarejos com suas típicas casinhas de madeira, uma jornada que começa às dez da noite e só termina, sem nenhuma pressa, no final da tarde do dia seguinte.

Entre Paris e Veneza, o trem faz uma única parada, na estação de Innsbruck, na Áustria. De resto, nos sobra ficar com o rosto colado no vidro do trem, vendo aquele cenário alpino de ares bucólicos riscando o cenário, do lado de fora.

 

 

Fonte: viagem.catracalivre.com.br

Deixe seu Depoimento
Página 1 de 3123