Tag: Hotéis

17 de novembro 0

5 hotéis incríveis para te inspirar no Dia da Criatividade

Nessa sexta-feira, 17/11, comemoramos o Dia da Criatividade. Viajar é uma das melhores formas de inspirar nossa mente. Para estimular o seu poder criativo, separamos 5 hotéis incríveis que, certamente, vão te alimentar com ótimas ideias.

Icehotel – Jukkasjärvi, Suécia

Ice Hotel a Suécia – Foto Pixabay

Localizado em Jukkasjärvi, um vilarejo do norte da Suécia, o Ice Hotel é o maior hotel de gelo do mundo. O projeto, pioneiro no mundo e com mais de 25 anos de atividade, recebe cerca de 50 mil visitantes do mundo todo.
Para ser reconstruído todos os anos, o hotel conta com mais de 100 pessoas envolvidas na obra, que dividem-se entre coletar mais de 5 toneladas de gelo e projetar o edifício. Além disso, artistas são convidados para projetar áreas novas e específicas do empreendimento.
O Ice Hotel funciona de dezembro a abril, e é um oásis de tranquilidade. Por estar localizado próximo ao Círculo Polar Ártico, proporciona a incrível experiência de assistir a aurora boreal.

Conheça o IceHotel!

V8 Hotel – Stuttgart, Alemanha

V8 Hotel

Para amantes de carros, o Hotel V8, localizado em Stuttgart, na Alemanha, é um prato cheio. São 34 quartos, com decorações individuais e mais 10 acomodações temáticas, onde até nas camas, projetadas a partir de veículos, a criatividade aparece.

Mas engana-se quem pensa que esses são os únicos atrativos do hotel. Localizado em um dos berços do automobilismo, o V8 está a apenas 500m da fábrica da Mercedes, e te ajuda a fazer reserva para conhecer as instalações da montadora alemã, além de estar há apenas 30 minutos dos museus da Porsche e da própria Mercedes.
E se tudo isso não for o bastante, em frente ao hotel ocorre um desfile automobilístico, repleto de modelos históricos, que faz qualquer amante do automobilismo babar.

Conheça o V8 Hotel

Hotel Marqués De Riscal –  La Rioja, Espanha

Hotel Marqués de Riscal

Localizado na Cidade do Vinho, em Rioja Alavanesa, uma das mais belas regiões da Espanha, o Hotel Marqués de Riscal alia requinte à uma incrível arquitetura.
Projetado pelo arquiteto Frank Gehry, o hotel foi inspirado na principal produção do local: o vinho. Seu formato curvilíneo e suas cores, buscam reproduzir com muita criatividade as garrafas de vinho da região. Já seu interior, repleto de paredes inclinadas e elevados e detalhados pé direitos, traduzem uma nova atmosfera para a hospedagem.
No Marqués de Riscal, nenhum quarto é igual ao outro. Além de todo o conforto, seus restaurantes apresentam pratos sofisticados, e, obvio, os melhores vinhos da região.

Conheça o Marqués de Riscal

The Caves –  Negril, Jamaica

Construído sob as falésias de Negril, na Jamaica, o The Caves Hotel traz muita criatividade ao se integrar com a natureza de um jeito surpreendente. Seu entorno colorido, repleto de vegetação, traz um ambiente alegre e descontraído, como em todo o país.

Recomendado apenas para casais, The Caves oferece um sistema all inclusive invejável, mas o mais incrível são seus bares, formados dentro das cavernas de calcário da praia de Negril. Impossível não se inspirar com a paisagem e harmonia da arquitetura.

Conheça o The Caves

Jumbo Stay – Estocolmo, Suécia

Jumbo Stay Hostel

“Voar, voar, subir, subir”. A música Sonho de Ícaro, de Biafra, reflete a paixão de muitos de nós. Mas se você gosta mesmo de Aeronaves, o Jumbo stay, na Suécia, é o hostel ideal.
Localizado pertinho do aeroporto de Estocolmo, o Boing 747, aposentado em 2008, acabou virando um Hotel incrivelmente criativo. Depois da devida reforma, abriga 27 quartos e um restaurante muito arrojado.
E pra quem gosta de um bom serviço de bordo, ou melhor, de quarto, todos os funcionários são uniformizados como comissários.

Conheça o Jumbo Stay

Deixe seu Depoimento
19 de abril 0

Os 05 melhores hotéis de selva na Amazônia brasileira

1. Anavilhanas Jungle Lodge:
Tem os melhores quartos entre as hospedagens de selva. Da cama, o hóspede vê a mata – algumas paredes são de vidro. Do alto dos 15 metros do mirante do hotel, os olhos percorrem o arquipélago de Anavilhanas. E a piscina por pouco não deságua no Rio Negro!
Leva os hóspedes até a Gruta do Madadá e tem tour de lancha pelo gigantesco arquipélago de Anavilhanas incluído na diária. Abriga lojas de conveniência e de artesanato e a internet chega até os apartamentos. As camas-box são cobertas com bom enxoval e travesseiro de pena de ganso, e a ducha tem pressão na medida.

 

 

2. Amazon Ecopark Jungle Lodge:
São quatro piscinas naturais e uma praia privativa à disposição de quem se hospeda no Amazon Ecopark Jungle Lodge. É o mais próximo de Manaus e mantém uma das maiores estruturas de selva do Amazonas. Os quartos se espalham entre as árvores, com caminhos iluminados que levam até o restaurante ou ao píer.
Entre as atividades está o passeio até a “Floresta dos Macacos”, uma reserva onde os animais encontrados em situação irregular se readaptam à floresta. Ali, duas vezes por dia, os hóspedes podem acompanhar a alimentação de macacos, araras e outros bichos.

 

 

3. Pousada Flutuante Uacari:
A Pousada Uacari fica no meio da Floresta Amazônica, na Reserva de desenvolvimento sustentável Mamirauá, com mais de 1 milhão de hectares e rica fauna: há desde o macaco uacari, fácil de encontrar, até a onça-pintada.
O hotel é um dos locais favoritos dos observadores de aves e pesquisadores – muitos deles até palestram para os hóspedes. Da varanda e da janela dos quartos, veem-se o encontro de dois rios e a mata exuberante. Tem wi-fi e energia durante boa parte do dia; e ainda oferece serviço de lavanderia. A simpática equipe é composta por biólogos e guias locais muito bem-treinados. O quarto tem banho quente e ventilador ligado por 12 horas

 

 

4. Dolphin Lodge:
Localizado a 3 horas de viagem em barco + van + barco partindo de Manaus, o Dolphin fica no rio Mamori em uma região bastante preservada, onde é possível encontrar botos, macacos, jacarés e outros animais. O hotel é simples, oferece quartos individuais com ventilador e todos têm vista para o rio. O suprimento de energia elétrica raramente falta e a caipirinha de boas vindas faz sucesso!

 

 

5. Malocas Jungle Lodge:
Como num vilarejo indígena, o hotel é construído com técnicas tradicionais indígenas, em madeira nativa coberto com cavacos e telhas de barro. As malocas (quartos e o restaurante) não têm energia elétrica – nem sinal de celular ou internet. Os guias levam hóspedes para pernoites na selva, onde todos preparam a própria comida e dormem em barracas.

 

 

Fonte: viajeaqui.abril.com.br

Deixe seu Depoimento
Página 1 de 41234