24 de junho 0

São João

Hoje as nossas três unidades de serviços, Porto Alegre, Caxias do sul e Novo Hamburgo realizaram a tradicional festa junina.

Com muito quentão, pipoca, pinhão e rapadura a equipe e clientes aproveitaram esse festa!

Confira as fotos:

 

 

 

Deixe seu Depoimento
23 de junho 0

Belas praias e vulcões compõem o cenário da República de Camarões

Muitas vezes chamado de “mini África”, o Camarões, que enfrenta o Brasil na Copa do Mundo nesta segunda-feira (23), possui uma diversidade geográfica e cultural surpreendente.

Localizado no centro da África, o país possui paisagens naturais de vários tipos, como praias, desertos, montanhas, savanas e florestas tropicais. As línguas oficiais são o francês e o inglês, mas além destas existem mais de 200 grupos linguísticos diferentes.

Quem acha que o nome do país tem alguma ligação com o do crustáceo, está certo. Em 1472, quando os portugueses chegaram à costa da região onde hoje se localiza o Camarões, ficaram surpresos com a grande quantidade de camarão no rio Wouri. O local foi então chamado de “Rio dos Camarões”, de onde acabou derivando o nome atual do país.

Nas línguas oficiais, os nomes são Cameroun (francês) e Cameroon (inglês), que não significam “camarão” nestas línguas, mas são uma adaptação para tais idiomas da palavra portuguesa.

Ainda que os portugueses tenham instalado entrepostos na região no século 16, os britânicos foram os primeiros a colonizá-la. Porém, em 1884, o Camarões passou a ser uma colônia da Alemanha, devido a uma invasão germânica.

Após a Primeira Guerra Mundial, em 1919, o território da colônia foi dividido entre França e Grã-Bretanha. Uma área no oeste passou a ser comandada pelos britânicos, e o resto do país ficou sob a influência da França.

Em 1960, a parte francesa se tornou independente, sob o nome de República de Camarões. No ano seguinte, foi realizado um plebiscito no Camarões britânico. O norte da região foi incorporado à vizinha Nigéria e passou a se chamar Sardauna, enquanto o sul quis se unir novamente à parte francesa e passou a fazer parte da República de Camarões. Portanto, hoje em dia a maioria do país fala francês, mas o inglês também é uma língua oficial.

O país é, ao mesmo tempo, membro da Organização Internacional da Francofonia e da Comunidade Britânica das Nações.

No extremo norte do país, está localizado o Parque Nacional Waza, considerado uma Reserva de Biosfera pela UNESCO. Ele abriga leões, elefantes, antílopes, girafas e, principalmente, uma grande diversidade de pássaros, com quase 400 espécies de aves diferentes, mas o país não chama a atenção apenas pelas savanas. Para os amantes de belas praias, o Balneário de Kribi, ao sul, surpreende. Extremamente turística, a região é muito frequentada pelas elites africanas, principalmente aos fins de semana.

Com 4100 metros de altura, o Monte Camarões é um vulcão ainda em atividade cuja última erupção foi em 2000. Ele é o ponto mais alto do país e da região central da África, e fica no litoral de Camarões .

Iaundé é a capital do país. Rodeada por sete colinas, a cidade tem museus, edifícios de arquitetura moderna e grandes avenidas, ao mesmo tempo em que locais tradicionais africanos se mantêm preservados. Mercados populares são muito comuns no continente e, na capital camaronesa, os principais são Mokolo e Mfoundi.

O prato típico de Camarões é o Ndolé, à base de folhas de boldo e amendoim. Ele pode ser preparado com peixe, crustáceos ou carne e é bem apimentado. É servido com arroz, banana da terra ou mandioca.

 

Fonte: noticias.r7.com

 

 

 

 

 

Deixe seu Depoimento
Página 20 de 128« Primeira...10...1819202122...304050...Última »